1º Passo para ter fé no Deus da Bíblia: Descrer na Ciência Espacial

Para acreditar em Deus e em Seu Filho Jesus Cristo é preciso primeiro descrer da Ciência espacial que se opõe à cosmologia bíblica.

Em nenhum de seus livros, a Bíblia nos permite aceitar a cosmovisão científica atual de que vivemos em um astro errante, coberto de água, que viaja pelo espaço girando inclinado sobre seu próprio eixo, sem derramar, a milhares de quilômetros por hora e outros milhares de quilômetros ao redor do Sol, como um grão de areia em meio a trilhões de outros astros que formam blhões de sistemas solares em outros milhões de constelações… E tudo isso teria começado a existir ao acaso com uma explosão, ocorrida há bilhões de anos!

De acordo com a Bíblia, somos o resultado de uma amorosa decisão de um único e todo-poderoso Deus, que decidiu ser Pai e, no princípio, gerou de si mesmo um Filho unigênito, à sua perfeita imagem e semelhança, a quem constituiu por parceiro, criador e herdeiro de todas as coisas. Juntos decidiram criar uma nova classe de seres, diferentes dos anjos com os quais conviviam, após tê-los criado.

Criaram então, diz o Gênesis, os Céus que vemos e o chão onde pisamos. No início, esse solo não tinha relevo definido e não produzia nada. Estava coberto de água e lá no fundo era muito escuro. Então Deus pediu que Seu Filho providenciasse iluminação. Seja a Luz, disse o Pai. E o Filho, luz do mundo desde então, obedeceu. O capítulo 1 de Gênesis mostra sequência das ordens de Deus no cronograma da semana da Criação, enquanto o capítulo seguinte mostra como essas ordens foram executadas pelo sábio Filho de Deus, primogênito e princípio de toda a Criação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *